Gold no Canadá...

domingo, abril 26, 2009

Sham Marriages



Amigos,

Para quem não conhece a expressão do título (Sham marriage), isso significa o casamento realizado com o fim de facilitar o processo de imigração de alguém para um determinado país. Esta é a definição mais completa que achei.

Na verdade, esta expressão é utilizada por aqueles que possuem status legal aqui(cidadão ou residente permanente) e que são enganados por outra pessoa que quer vir morar aqui. Aquele que quer vir morar, ilude no sentido de dizer que está apaixonado e que ama o outro e quando casam, e a outra parte chega aqui, simplesmente some assim que recebe o cartão de residente permanente.

Estou falando neste tópico porque na semana passada, este assunto saiu em dois jornais gratuitos daqui, e que chamam a atenção para este fato, pois as consequencias são grandes.

O fato é que hoje, quando um cidadão ou residente permanente canadense, realiza o processo conhecido como patrocínio (sponsorship), para que seu cônjuge venha para o Canadá, "o patrocinador" deve assinar um termo de compromisso por vários anos, em que ele se compromete a assumir responsabilidade financeira pelo "patrocinado".

E o que saiu no jornal, mostra que aqueles que foram vítimas de casamentos fraudulentos, não conseguiram fazer nada no sentido de retirar este patrocínio perante o governo, mesmo informando ao serviço de imigração canadense de que o casamento não foi verdadeiro. Caso o patrocinado quebre algumas das regras, o patrocinador terá uma dívida monstruosa por alguém com quem ele não tem nenhuma relação e que lhe enganou.

Este debate atualmente está bem forte, principalmente porque algumas das vítimas finalmente resolveram entrar na justiça contra esta passividade do serviço de imigração, e que mantém as pessoas vínculadas aos que lhes enganaram.

O resultado destas ações judiciais trará em breve sérias mudanças ao sistema de imigração canadense, pelo menos no que se refere a imigração de cônjuge.

Só para termos um parâmetro de comparação: na Austrália, quando um cônjuge patrocina o outro, o visto concedido tem validade de dois anos. Se depois destes dois anos, o relacionamento ainda for válido, aí sim, é dado um visto de residência permanente ao cônjuge patrocinado. Durante estes primeiros dois anos, se o patrocinados em qualquer momento avisar ao serviço de imigração que o relacionamento acabou, ou que o casamento não foi genuíno, o visto do cônjuge patrocinado é cancelado e uma ordem de deportação é emitida muito rapidamente.

O sistema de imigração canadense precisa ser reformado urgentemente, principalmente nas categorias de refúgio humanitário e de imigração de cônjuges.

Hoje falei MINHAS visões sobre a imigração de cônjuges, em uma outra oportunidade falarei de minhas visões sobre o refúgio. Para os que quiserem ver o artigo ao qual me refiro, é só clicar aqui.

Boa semana a todos,

3 Comments:

  • isso é realmente um absurdo.. acho que tb aqueles que recebem para se casar....
    agora, imagino o cotado, de coração partido e ainda ferrado financeiramente... ninguém merece...

    By Blogger Taty, at 9:30 AM  

  • Muito interessante esse tópico Gold!! E quanto ao refúgio, este esteve bastante em evidência depois do episódio no bairro Montréal-Norte... Vou aguardar seu tópico!! :)

    By Blogger Marcelão, at 9:59 PM  

  • Goldman,

    Eu fiquei morrendo de pena da coitada da Canadense com a porta nas costas, eu imagino o quão humilhada deve estar esta mulher! Realmente o sistema Australiano seria mais justo e exigiria mais responsabilidade e compromisso dos candidatos. ainda bem que não foi um brasileiro que aprontou com ela! Assim agente não fica com a fama de mala sozinhos!

    Parabéns pelo post, muito bom!

    Celso Arrais - Brasília

    By Blogger Celso - Brasilia, at 2:48 PM  

Postar um comentário

<< Home