Gold no Canadá...

domingo, maio 27, 2007

Praia de Mooney's Bay e o imigrante inconformado




Amigos,

Este locutor que vos fala, este final de semana, foi à praia de Mooney's Bay em Ottawa. Para aqueles que podem estar espantados, eu respondo: Sim, temos praia e no Canadá e mais ainda, temos praia em Ottawa. E antes que me perguntem: não, não são nem remotamente perto das praias brasileiras.

Eu que achava as águas do Espírito Santo frias, agora já não acho mais. Ontem ao chegar em Mooney's bay, tive a infeliz idéia de enfiar o pé na água e saí do rio com o pé doendo de tão fria que é a água.

No geral, a praia é linda, e mais uma vez entendi uma coisa que eu sempre via nos filmes: o por que de ninguém entrar na água. Fiquei lá com uns amigos quase o dia todo, e ficamos vendo um monte de gente jogando volei, futebol, e tudo que se possa imaginar. Gente tomando sol até torrar a pele e por aí vai.

A praia tem uma estrutura super legal, com uma mini lanchonete onde vendem de tudo, e com banheiros super acessíveis e centrais na praia. Achei a estrutura muito legal.

Para quem é de Brasília, praia de rio não é uma grande surpresa, mas devo avisar aos conterrâneos das regiões de praia que se preparem, porque com certeza não vão achar muito bom não...

Outra coisa: Levem a sério os avisos na televisão, sobre a radiação ultra-violeta, porque eu passei bloqueador, fiquei embaixo do guarda-sol a maior parte do tempo, não tirei a camisa e ainda assim, estou queimado... Como o Canadá fica mais perto dos pólos, sente-se muito aqui os efeitos do buraco na camada de ozônio.

O imigrante inconformado



Li uma reportagem estes dias numa revista feita para brasileiros que estão no Canadá, a revista Sotaque Brasileiro, um artigo interessantíssimo sobre Brasileiros que estão no exterior e não conseguem se adaptar porque querem viver no exterior como vivem no Brasil.

Segundo a reportagem, o que acontece é que algumas pessoas saem do país de origem por algum razão e querem continuar vivendo como viviam lá, então chegam aqui (no nosso caso) querendo encontrar tudo que encontrava no Brasil.

Se a pessoa chegar aqui querendo tomar suco de cupuaçú, comer acarajé, e carne de sol; esta pessoa vai ter sérios problemas de adaptação.

É óbvio que todos temos saudades daquilo que gostamos no Brasil, mas a pessoa que começa assim, em geral passa para outros estágios de insatisfação e a partir daí, o problema não é mais só a comida, tudo começa a ficar ruim: o clima, as pessoas, a cultura, a televisão. E quando chega neste extremo, a pessoa tende a se deprimir e se recusa a se adaptar à cultura local e cria na sua cabeça, um mundo ideal em seu país de origem. No país de origem

Este é um problema sério e que pode causar muita depressão, por isso amigos imigrantes, digo: abram suas mentes ao pensar em imigrar. Para mim, imigrar significa aderir novos hábitos, conhecer novas pessoas, e adaptar-se a uma nova cultura. E isso é a melhor parte do processo, a possibilidade de conhecer tudo novo, de refazer a sua vida com o conhecimento prévio que temos, o jogo de cintura de quem já morou num país onde de um dia para o outro, sua poupança pode ser confiscada pelo Presidente da República (e que agora virou senador...triste...). Temos estas vantagens e este jogo de cintura que nem todos os povos têm.

Por isso amigos, digo: que venham os brasileiros.

Abraços,

7 Comments:

  • Valeu Gold!
    Otimo post so pra variar...

    By Blogger Sandra e Evaldo Vicente, at 9:16 AM  

  • Obrigado Gold pela visita.

    Já alterei o valor. Realmente eu tinha colocado o valor errado. Parabéns pelo blog. Vou continuar tentando manter o planejamento e nós vamos conseguir.

    Fique com Deus.

    Eduardo
    www.baianosnocanada.blogspot.com

    By Blogger Dudu&Tuco, at 9:25 AM  

  • Otimo post e, brasileiros, aqui vamos nos! =D

    By Anonymous Manu, at 1:41 PM  

  • Cara, de minha parte eu estou indo super aberto (no bom sentido é claro) pra abraçar a cultura canadence! =D Pior, eu nem gosto de suco de cupuaçu e coisas do tipo! iac! >=p

    Agora, fiquei bolado com esse lance da camada de ozônio! Ainda mais porque sou do tipo "machão" que acha esse lance de filtro coisa de mocinha! rs...

    By Blogger Alexandre, at 1:05 PM  

  • Oi Gold,

    Comecei a ler seu blog hj. Tô adorando. :)

    Olha, eu sei bem como é isso. Já morei em NY com meus pais. No início eu tava toda empolgada, depois foi me dando um desânimo, uma tristeza, o frio então....era a pior parte pq aqui na Bahia o clima é excelente, e tb por ter apenas 13 anos na época, hj eu tenho 25, parece que os vínculos são bem mais forte nessa idade, eu fiquei deprimida e terminei voltando p o Brasil. Hj eu me arrependo. A vida aqui está dureza.

    Apesar de meu pai ainda morar nos Eua, todos sabem que a entrada lá está cada vez mais difícil, então, acho que devo tentar uma chance no Canadá - a possibilidade de uma imigração legal é uma das melhores vantangens. Espero que n seja uma empolgação momentânea. Sei que no início vai ser bem difícil, o que é normal, mas acho que vale muito apena o sacrifício. Aprendi muito com essa experiência de morar fora.

    Bom, enquanto isso eu vou te acompanhando. :-)

    Comecei de trás p frente. Comecei mal? rs

    Abraços,
    Lorena
    lorimoliver@hotmail.com

    By Blogger Lorena, at 3:55 PM  

  • Para Lorena,
    Oi Lorena, eu estava vendo o eu depoimento e, se vc ainda estiver disposta à imigrar para os EUA e se seu pai for cidadão americano,de uma olhada nas regras para a imigração com limite numérico para filhos casados de cidadãos americanos, que cai na 3a preferência e tem aproximadamente 23,400 vistos por ano, (veja Immigration Act 1990).

    By Anonymous Anônimo, at 2:41 PM  

  • Oi Gold,
    Nossa, que amiga mais desnaturada...
    Depois de muito tempo é que tive tempo de sentar e ler seu blog. Tá de parabéns!!!

    Tem uma coisinha que eu queria acrescentar. Bom, eu já estou a 2 anos e meio no Canada e esperando o tempo passar para pegar a cidadania canadense. Atualmente estou passando pela fase de o encantado deixou de ser tão encantado assim.Já não vejo tanta graça na neve e no frio de -30C e penso no que quero para o futuro, principalmente com relação a criação de filhos e velhice, já que, em termos de Brasil, sinto falta de praia, alguns tipo de comida e também da comodidade que eu tinha lá.

    Também comparo muito a experiência que tive morando nos EUA e no Canada e vejo que, apear da entrada nos EUA ser mais difícil, acredito que a adaptação é mais fácil, já que as coisas por lá não são tão burocráticas como no Canada.

    Um exemplo bobo: atualmente estou estudando aqui no Canada e fui pedir a exclusão da matéria de "Legal research". Tanto o Canada, como os EUA tem o "common-law" como sistema de direito. A escola canadense recusou o meu pedido alegando que as aulas que eu tive se embassavam em direito americano e o que eu iria estudar era direito canadense. Bom, as aulas começaram e matéria era muito parecida com a matéria da escola americana(só mudavam um ou outro website como pesquisa de lei canadense, mas o Canada também utiliza o Nexis Lexis como base de pesquisa).

    Acredito que, ao imigrar para o Canadá deve-se levar em consideração não só o fator violencia que, infelizmente está terrível no Brasil, mas também o quão fácil/dificil será a adaptação e vc alcançar o mesmo padrão de vida que vc tinha no Brasil.

    Por exemplo, eu como advogada eu não posso exercer minha profissão enquanto não fazer (novamente) a faculdade de direito, alem de um assessment que custa a bagatela de 500 dolares (é obrigatória e só para dizer a coisa mais obvia para os advogados brasileiros - vc precisa de diploma canadense). Nos EUA, dependendo do estado em que morar, o processo é mais simplificado, especialmente se vc já tem um mestrado ou doutorado em Universidade americana. Portanto, verifique com seu orgão de classe como vc deverá proceder para ter sua licença canadense (isto pode significar voltar para sala de aula e pagar as altas taxas que as universidades cobram).

    Para aqueles que vem sem proposta de emprego, fiquem atentos para a palavra "canadian experience", isto pode significar "agonia e frustração", já que os empregadores querem ver que vc já trabalhou no Canada. Nos EUA, não importa tanto a experiência americana, mas vc tem que ser bom naquilo que faz.

    Antes de mudar definitivo para o Canada, pense 2 vezes e faça a lista do que pode bom ou ruim. Faça também uma viagem exploratória, especialmente no inverno. Se decidir em mudar: boa sorte!

    By Anonymous gatita, at 3:16 PM  

Postar um comentário

<< Home